Ações tinham sido tiradas de pauta. Advogados alegaram prioridade.

Poder360

A 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal decidiu retomar o julgamento de 2 pedidos de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta 3ª feira (25.jun.2019).

Sérgio Lima/ Poder360 – 9.out.2017

Em 1 deles, a defesa do petista questiona a atuação do relator da Lava Jato no STJ (Superior Tribunal de Justiça), Felix Fischer. Em outro, é apontada a suspeição do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, no processo do tríplex do Guarujá.

O advogado do petista, Cristiano Zanin, foi ao STF na tarde desta 3ª feira (25.jun.2019) para pedir que a Turma apreciasse o habeas corpus do ex-presidente.

Zanin pediu para que caso o julgamento do processo não seja finalizado, que o ex-presidente tenha direiro a liberdade provisória até que a ação tenha uma decisão final.

Em sua conta no Twitter, o Tribunal informou que o julgamento será retomado.

STF

@STF_oficial

Segunda Turma do @STF_oficial analisa dois habeas corpus impetrados pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

habeas corpus de Lula foi 1 pedido da defesa do ex-presidente quando o ex-juiz federal, Sergio Moro, aceitou ser ministro da Justiça e Segurança Pública do governo do presidente Jair Bolsonaro, em 2018. Os advogados do petista alegam que Moro foi parcial em suas decisões na Lava Jato.

O caso começou a ser julgado em 2018. Na época, os ministros Edson Fachin e Cármen Lúcia votaram contra a liberdade do ex-presidente.

Esta é a última semana de julgamentos antes do recesso do Judiciário –de 2 a 31 de julho. Os ministros só voltam ao trabalho em agosto.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here