Dagoberto diz que partido terá ‘maior cuidado quanto ao assunto.

 TopMídiaNews

O deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT), disse ao TopMídiaNews, que o juiz federal e pré-candidato ao Governo do Estado, Odilon de Oliveira, não fará alianças com envolvidos em escândalos durante o pleito de 2018.

Foto: Arquivo EMS

Segundo o político, “nosso discurso é combater tudo isso”, quando o assunto for corrupção ou desvio de dinheiro de público. “Vamos ter o maior cuidado, quando o assunto for este”, frisou. “Jamais fará aliança com envolvidos em escândalos”.

Interessante lembrar que o deputado federal Dagoberto Nogueira foi condenado pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça) a pagar R$ 5,8 milhões de reais em multa, por propaganda eleitoral irregular na campanha política em 2006, quando disputou a prefeitura de Campo Grande. Segundo o Ministério Público Estadual, autor da ação, o pedetista era secretário da Seprotur (Secretaria de Produção e Turismo) e teria se beneficiado de propaganda institucional.

De acordo com o MPE, não cabe recurso da decisão. A partir de agora, Nogueira tem 15 dias para pagar o valor voluntariamente, caso contrário pode ter bens bloqueados, penhorados, conforme prevê a legislação.

Nogueira também foi o líder de gastos das cotas parlamentares no ano passado, com R$ 511 mil.

Ao ser questionado, se o partido toparia receber dinheiro lícito de empresários envolvidos na Lama Asfáltica ou da Lava Jato, Dagoberto foi categórico. “Nós repudiamos e jamais receberíamos dinheiro, mesmo que oficial”.