Poder360

Vestidas de verde e amarelo, cerca de 10.000 pessoas, segundo estimativa da PM-DF (Polícia Militar do Distrito Federal), participam de manifestação em apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PSL). O ato está sendo realizado desde as 10h deste domingo (26.mai.2019), na Esplanada dos Ministérios. Rio de Janeiro, Belo Horizonte e São Luís também registraram protestos.

Sérgio Lima/Poder360/Drive

Bandeiras do Brasil, cartazes com frases em defesa de Bolsonaro e dos ministros Sergio Moro (Justiça) e Paulo Guedes (Economia), além de bonecos infláveis que mostram o presidente como o “Super-Homem” apareceram nos atos. Um pixuleco do ex-presidente Lula preso também esteve presente em Brasília.

Os manifestantes também pedem pela aprovação da reforma da Previdência, do pacote anticrime de Moro; da CPI da Lava Toga, que tem o propósito de investigar a atuação de ministros do STF; e da MP 870, da reforma administrativa, que já foi aprovada pela Câmara na 4ª (22.mai.2019) –deve ser votada no Senado nesta semana.

Além disso, há também os que estão pedindo o fechamento do Congresso e do STF (Supremo Tribunal Federal), apesar do próprio presidente ter dito, que quem fizesse isso estaria “na manifestação errada“.

Manifestantes pró-Bolsonaro apoiam em protesto: reforma da Previdência, pacote de lei-anticrime e MP 870, da reforma ministerial da gestão bolsonarista

As críticas ao Centrão também estão recorrentes. Em Brasília, manifestante cantava música que dizia “o Centrão é pior do que o PT“. Assista ao vídeo com resumo dos atos desta manhã:

 

PROTESTOS BOMBAM NA REDES SOCIAIS

A hashtag #BrasilNasRuas é o assunto mais comentado do Twitter na manhã deste domingo (26.mai.2019), em referência às manifestações de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), que são realizadas em várias cidades do País.

Outra hashtag, só que contrária aos protestos, é a #FoliaDosCusProlapsados, que critica ações do governo. Até as 12h, a #BrasilNasRua e a #FoliaDosCusProlapsados estavam com mais de 30.000 tweets.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here