Ex-juiz dará entrevista às 11h; troca na PF cria tensão em Brasília e pode isolar ainda mais Bolsonaro.

Por:Paulo da Silva

A tensão no Planalto toma novos rumos, depois que o presidente Jair Bolsonaro demitiu o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, escolhido por Moro. O Ato de exoneração foi publicado na manhã desta sexta-feira (23). Veja:

A saída de Valeixo demostra que Bolsonaro quer de fato interferir na PF.

A troca na PF tem como objetivo os desdobramentos da CPI das fake news que tem um dos filhos do presidente, Carlos Bolsonaro investigados em esquema como o do “gabinete do ódio”, estrutura de poder paralelo que espalha notícias falsas e tenta intimidar autoridades.

O ainda ministro dará uma entrevista às 11h. Moro nem sequer foi avisado da exoneração e coloca o ex-juiz numa situação delicada, diante da interferência do presidente num órgão que precisa de total independência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here