por:Paulo da Silva

O relator da Lava Jato no Tribunal Regional Federal da 4 ª Região (TRF-4), João Pedro Gebran Neto expediu um despacho com objetivo de revogar a decisão do desembargador Rogério Favreto que concedeu habeas corpus ao ex-presidente Lula na manhã deste domingo(8).

Ricardo Stuckert / Instituto Lula

Tal fato já gera uma nova crise jurídica num claro confronto de decisões judiciais questionando se Gebran tem autoridade para revogar a decisão do desembargador de plantão. Líderes petistas, como Gleisi Hoffmann que preside a sigla petista afirmou num aplicativo de mensagem que a decisão é ilegal e que estão “rompidas as garantias constitucionais e d do direito. 

“Gebran está de férias e não tem autoridade para determinar ação judicial em conluio com a PF que quer manter Lula preso. Estão rompidas as garantias constitucionais e do direito! Todos a Curitiba, todos as ruas!”, conclama a petista.