Quatro pessoas diferentes leram o documento e pressiona falas golpistas de Bolsonaro.

por: Redação com Folha de São Paulo e CBN

A carta pela democracia foi lida e lotou o Largo São Francisco. Uma multidão acompanhou a leitura do documento, lido por 4 pessoas diferentes. Antes, outro manifesto em favor da democracia e do sistema Judiciário, organizado pela Fiesp e Centrais Sindicais também foi ouvido pelos presentes.

A descrição da carta não cita diretamente o presidente Bolsonaro, mas prega a manutenção do Estado democrático de Direito e o respeito às eleições que sofreram falas golpistas do presidente, que questiona o resultado das urnas.

Pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro (PL) e candidato a reeleição ironizou a lida da carta. Ele usou tom irônico ao se referir ao documento assinado por mais de 950 mil pessoas. “Aconteceu um ato muito importante em prol do Brasil: a redução no preço do diesel.

Outros apoiadores seguiram o mesmo tom de ironia para ignorar o manifesto público que é um claro recado as ideias golpistas do atual mandatário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here