Itamaraty ressalta que posição da ONU é apenas recomendação.

por:Paulo da Silva com Bandnews

Pela primeira vez as Organizações das Nações Unidas(ONU), interfere diretamente no processo eleitoral de 2018. Isto, porquê o órgão internacional pede a presença do presidenciável Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições em curso.

O ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, declarou que a decisão sobre a participação ou não de Lula nessas eleições presidenciais cabe à Justiça Eleitoral e não à ONU. Que  a posição da entidade é apenas caráter de  recomendação.

O Comitê de Direitos Humanos da ONU acolheu, em caráter liminar, um pedido da defesa do ex-presidente para que ele possa disputar as eleições até que todos os recursos sejam julgados pela Justiça do Brasil. “Que o Estado brasileiro tome todas as medidas necessárias para garantir que Lula desfrute e exercite seus direitos políticos como candidato das eleições presidenciais de 2018.”

As eleições de 2018 inegavelmente gira em torno do nome do ex-presidente que é líder das pesquisas mesmo preso na carceragem da Polícia Federal em Curitiba no caso do tríplex.