por:Paulo da Silva, com Folha de São Paulo

O eleitor quer assistir ao confronto ideológico entre o capitão reformado do exército, Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT). Para isso as emissoras,  Band e Globo propõe até mudanças nas regras para assegurar a presença dos candidatos nos eventos.

As regras são ajustadas para que Bolsonaro que foi esfaqueado durante ato de campanha e se recupera, o que estaria impedindo de participar dos eventos na televisão. Foi proposto até mesmo poltronas onde os candidatos permaneceriam sentados e não em pé, ou mesmo circulando nos estúdios, como costuma fazer a TV Globo. Público de indecisos também seria  excluídos. A dinâmica toda do debate, portanto, seria modificado para garantir a presença de Jair nos encontros.

Pelas redes sociais, Bolsonaro é criticado por se negar a debater com Haddad. Memes em desapreço ao candidato do PSL, são inúmeros e ao que tudo indica é unanime o pedido do encontro dos dois num confronto direto. Haddad até propôs ir debater com Bolsonaro na enfermaria e criticou o candidato por supostamente “fugir” da discussão das ideias e planos de governo.