Uma coisa é certa; o MDB fará campanha contra o partido do governador Reinaldo Azambuja, o PSDB.

Por: Paulo da Silva

As eleições do próximo ano mexe com os bastidores da política pedrogomense. Depois de cogitada a vinda de gente graúda do MDB no Estado para Pedro Gomes no fim de agosto, tendo como pauta eventual apoio ao ex-prefeito Vanderley, a reunião poderá nem sequer ocorrer. Descartam apoio ao nome do ex-prefeito Vanderley Mota (PSB).

Registro das principais lideranças no município e no Estado;ex-prefeita Maura Jajah, o ex-governador André Puccinelli e o ex-prefeito Dr. Moisés Jajah

 

 

Partidários comandados por Junior Mochi, ex-deputado e Presidente da Assembleia Legislativa não querem “carregar o Vanderley nas costas”, ironizam. “O partido tem estrutura para construir seu próprio candidato, temos prestígio e votos”, assegurou uma fiel partidária emedebista.

A lógica dos emedebistas pedrogomenses reportam as duas eleições quando enfrentaram a máquina, eleições estaduais em que o MDB foi contra a reeleição de Reinaldo Azambuja (PSDB), derrotando os tucanos por essas bandas no primeiro e segundo turno.

Chega de Vanderley…

Partidários emedebistas descartam, ao menos por enquanto e vão buscar uma outra via-, o apoio a eventual candidatura do ex-prefeito Vanderley Mota (PSB). Avaliam que uma eleição com Vanderley na cabeça seria dificultosa. Vanderley não tem apoio e sua candidatura seria sem estrutura nenhuma no município. Pesa o fato de Vanderley não saber escolher os parceiros políticos, como é caso do seu ex-secretario de Saúde, Silvio Carlos que abandonou o cargo de gerente da pasta quando se aproximava as eleições de 2016, onde acabou apoiando a candidatura do atual prefeito William Fontoura.

 

Vanderley Mota com os parceiros políticos errados;aqui um registro do ex-secretario de saúde, o dentista Silvio Carlos e suas respectivas esposas num dos carnavais promovidos enquanto estava no executivo. 

Que Vanderley já teve quatro chances, ocupando a prefeitura por duas vezes e a população já sabe como é. Os pedrogomenses já conhecem a maneira do Vanderley gerenciar;cumpriu a sua obrigação com credores e servidores. É um péssimo articulador político. Não interage com a Câmara de Vereadores e tem pouco apoio de deputados na destinação de emendas para a cidade.

Prova disso é a gestão do atual prefeito, William Fontoura (PSDB) que com apoio do governador teve que reiniciar obras paradas na gestão dele, como: as casas do loteamento Amarra Cabelo, ginásio de Esportes na Marcelino… Isso sem falar nas obras de drenagem e pavimento na Vila São Luiz e recapeamento no centro.

O MDB de “salto alto” e ditando as regras das eleições, mais uma vez em Pedro Gomes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here