Da:Assessoria, Sato, Shopping Campo Grande

Com o frio chegando, as pessoas tendem a ficar mais confinadas. Com a mudança no comportamento das pessoas, a disseminação do vírus, seja da gripe ou do Covid, é facilitada. Os governos e laboratórios já se mobilizam para a campanha de vacinação contra a gripe e as dúvidas conflitam na cabeça dos cidadãos. A vacina da gripe reduz o risco de contaminação por coronavírus?  Um estudo da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, publicado recentemente pelo American Journal Of Infection Control, respondeu esse questionamento e apontou que o percentual dos imunizados contra a gripe foi menor do que aqueles que não receberam a vacina.

A pesquisa também mostrou que os imunizados contra a gripe são menos propensos a internações e, caso fosse necessário, o período de hospitalização foi inferior em relação aos que não tomaram a vacina. Outra vantagem foi em relação à ventilação mecânica, os imunizados contra a gripe eram menos propensos ao uso de respiradores.

A explicação para esses resultados talvez esteja no aumento da imunidade. Entretanto, aqueles que estão próximos de se vacinar contra a Covid precisam seguir algumas recomendações. Conforme explica o diretor técnico da Imunitá no Shopping Campo Grande, Alberto Jorge Félix Costa, “Quem teve a Covid, deve aguardar 14 dias para se imunizar contra a gripe. Essa imunização é mais importante do que nunca, como ainda não há vacina da Covid para todos, é fundamental se imunizar contra a gripe”, enfatiza o médico.

Outra vantagem da imunização contra a influenza apontada pelo médico é em relação à lotação dos centros médicos e a possibilidade de se infectar para tratar de uma gripe. A vacinação desafoga os prontos-socorros e hospitais do sistema público e privado, que vão ter menos pacientes. A doença também ataca o sistema respiratório e abaixa a imunidade. “E se sabe que o coronavírus tende a provocar complicações entre quem está enfraquecido por uma doença ou carrega outros agentes infecciosos no corpo”, aponta.

O período ideal para a imunização contra o vírus influenza é agora, no outono, pois o sistema imunológico precisa de cerca de um mês para desenvolver de forma plena uma imunidade contra as cepas presentes na vacina. Como o pico de incidência da gripe ocorre no inverno, a população vacinada terá tempo suficiente para estar preparada contra o vírus.

O diretor técnico da Imunitá, localizada no Shopping Campo Grande, explica que no inverno há uma maior circulação do vírus, causando um aumento nos casos. “O vírus da gripe passa por mutações frequentes. Por isso, todo ano, a Organização Mundial da Saúde (OMS) faz uma previsão de quais serão os vírus Influenza que devem circular no inverno do hemisfério norte e do hemisfério sul com base em amostras de pacientes coletadas em centros sentinela distribuídos em todo o mundo”, explica o médico.

Para as empresas, as campanhas de vacinação contra a gripe são a base dos programas de prevenção à saúde dos seus funcionários, evitando até 60% a menos de faltas no trabalho. “É importante que todos se imunizem, não somente a população do grupo de risco, somente assim há uma imunização completa da população. Lembrando, que precisa ter um intervalo de 14 dias entre a vacina da gripe e a vacina da covid”, destaca Alberto Costa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here