Delis Ortiz recebeu tratamento atencioso do presidente no primeiro dia da visita oficial ao Oriente.

BLOG SALA DE TV

A cobertura do Jornal Nacional do início da viagem de Jair Bolsonaro ao Japão coube a uma repórter de Brasília, Delis Ortiz, e não ao correspondente da emissora naquele País, Carlos Gil.

Delis recebeu tratamento especial do presidente. Ele foi mais atencioso do que o habitual quando está diante de um microfone da emissora líder em audiência no Brasil.

Delis Ortiz fala ao presidente durante café da manhã no Palácio do Planalto

Delis Ortiz fala ao presidente durante café da manhã no Palácio do Planalto

Foto: Marcos Correa/Presidência da República/Divulgação

A jornalista até caminhou ao lado de Bolsonaro durante um passeio e conseguiu respostas para todas as perguntas.

Na Globo desde 1991, Ortiz gerou manchetes nos últimos meses. Membro da Igreja Presbiteriana de Brasília, ela presenteou o presidente – apoiado pela maioria dos evangélicos – com uma Bíblia em café da manhã a jornalistas, em junho.

Foi uma atitude pessoal. Os colegas de imprensa não participaram da iniciativa e a Globo declarou não ter nada a ver com o gesto de sua repórter.

Em abril, Delis Ortiz havia sido transferida da cobertura do Palácio do Planalto para os assuntos do Congresso Nacional. Motivo: uma de suas filhas fora indicada a cargo técnico na Secretaria-Geral da Presidência.

O remanejamento ocorreu para evitar possíveis conflitos de interesses de acordo com os princípios editoriais da Globo. Dois dias depois, com a nomeação cancelada, a jornalista voltou ao posto original.

Para a emissora, ter uma repórter com acesso privilegiado ao presidente facilita a cobertura diária exibida nos telejornais. Serve ainda como mediação para melhorar o relacionamento espinhoso entre o Executivo e o canal.

Jair Bolsonaro vê o Grupo Globo como inimigo. Disse sentir-se perseguido e prejudicado pelos veículos de comunicação do clã Marinho.

Desde o início do mandato, o presidente distribui afagos aos donos da RecordTV, do SBT e da RedeTV!, emissoras que se colocam como aliadas – inclusive editorialmente – do Planalto. À Globo, sobram críticas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here