“Teremos os dados clínicos no final deste ano ou no começo do ano que vem. Então, acredito que, para casos emergenciais, conseguiremos ter a vacina em janeiro ou fevereiro”, afirmou o médico belga Paul Stoffels, vice-presidente do Comitê Executivo e Chief Scientific Officer da Johnson & Johnson.

247

O médico belga Paul Stoffels, vice-presidente do Comitê Executivo e Chief Scientific Officer da Johnson & Johnson (J&J), afirmou nesta sexta-feira, 17, que as primeiras doses de uma vacina contra a Covid-19 devem estar disponíveis entre janeiro e fevereiro de 2021.

Em entrevista ao site Neofeed, Stoffels afirmou que a vacina deverá atender em caráter de urgência profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate ao novo coronavírus.

“Teremos os dados clínicos no final deste ano ou no começo do ano que vem. Então, acredito que, para casos emergenciais, conseguiremos ter a vacina em janeiro ou fevereiro”, afirmou o executivo.

“Estamos expandindo nossas estruturas para conseguir produzir dezenas de milhões de vacinas de alta qualidade mensalmente, mas é um trabalho em processo”, acrescentou Stoffels, na primeira entrevista a um veículo de comunicação latino-americano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here