Ao todo, Mato Grosso do Sul precisa de aproximadamente 287 mil doses da Janssen para aplicar a reforço vacina.

Mato Grosso do Sul deve receber cerca de 237.261 mil doses de vacinas da Janssen do Ministério da Saúde até o dia 5 de dezembro. Desse total, 45.549 serão destinados a Campo Grande.

Secretário Estadual de Saúde (SES), Geraldo Resende se reunião com representantes do Ministério, entre eles Marcelo Queiroga e Rosana Leite, na quarta-feira (24), onde recebeu a confirmação do envio dos imunizantes.

Nesta quinta-feira (25), mais 1 milhão de doses da Janssen chegaram ao país. Agora, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) realiza o controle de qualidade e deve distribuir o lote para todo o Brasil.

“Teremos essas doses de vacina em seu quantitativo. Nós aplicamos a Janssen em populações de maior vulnerabilidade, como indígenas, moradores de rua, ribeirinhos. A gente entendia ate então que seria mais fácil aplicar dose única nessa população. Agora precisamos que as vacinas venham na quantidade que aplicamos na época”, explicou Resende.

Além disso, o Estado recebeu 177 mil doses extras para realizar um estudo nos municípios da fronteira, que também precisarão de novas doses.

O imunizante da Janssen foi aplicado por vários meses como dose única, mas passou para o regime de duas aplicações, como já acontece com as injeções da Pfizer, AstraZeneca e Coronavac.

Sendo assim, gora terá segunda dose (D2) e terceira dose (D3 ou reforço).

A segunda dose da Janssen deve ser aplicada após dois meses da primeira dose (D1) e a terceira dose deve ser aplicada após quatro meses da D2.

A segunda dose será feita com a própria vacina da Janssen e terceira dose será feita com Pfizer ou AstraZeneca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here