Mesmo presa, ela conta que não se arrependeu do que fez.

Redação, com Correio do Interior

Uma mulher confessou nesta semana, no dia 19 de outubro, que matou o próprio pai em 2015, na Paraíba.

Segundo informações da polícia local, ela disse que havia sido estuprada por ele, e por conta disso, resolveu se vingar.

“Queria fazer justiça com minhas próprias mãos”, disse enquanto confessou o crime. Num acerto de contas, ela o esfaqueou e bebeu todo seu sangue. Ela informou ainda que não  fez coisas piores porque não teve coragem.

Ao chegar em casa, a filha disse para a mãe que iria mais vê-la. A progenitora acreditou que fosse brincadeira da filha. A mulher já tinha planos para matar o pai há tempos, após segundo ela, ter sido estuprada.

Mesmo presa, ela conta que não se arrependeu do que fez, e disse que ainda querida arrancar a cabeça do pai abusivo e empalá-lo em uma estaca, mas não conseguiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here