Metro

Na noite de terça-feira (27), a pastora Rose Meire Fermino de Andrade Mendonça, de 48 anos, foi morta a tiros enquanto pregava em uma igreja em Aquidauana, no Mato Grosso do Sul. A mulher, que fazia a pregação no altar, diante dos fiéis, foi levada a um pronto-socorro, mas não resistiu aos ferimentos.

Reprodução/TV Morena

De acordo com a PM (Polícia Militar), o autor dos tiros foi seu ex-marido, Carlos Alberto Mendonça, de 58 anos. Após cometer o crime, ele fugiu e tentou se suicidar, mas foi socorrido para o hospital da cidade e está sob custódia da polícia.

O motivo por trás da ação teria sido uma briga entre o casal, que teve dois filhos e estava junto há 28 anos. Segundo o site G1, Rose Meire tentava o tirar de casa há 10 anos e, 14 dias antes de sua morte, chegou a fazer um boletim de ocorrência sobre o caso em uma Delegacia da Mulher local.

Em depoimento, a pastora disse que “mal se falavam” e que estava com medo da separação. Por isso, solicitou uma medida protetiva, que foi concedida no dia 20 de agosto, determinando a saída de Carlos da residência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here