De acordo com relatos a edição do PNEWS, prefeito William não vem tendo sintonia com os responsáveis pelas secretarias.

Uma fonte revelou ao PNEWS que os secretários, Gustavo Mota, da Educação, Jani Maria Cunico da Promoção e Assistência Social e Vinicius Dassi da Obras, estaria insatisfeitos na gestão do prefeito William Fontoura (PP) e estariam dispostos a entregar os cargos. Gustavo e Vinicius são partidários do MDB que apoiaram maciçamente a reeleição do prefeito.

A edição apurou também por outras fontes, que a falta de sintonia entre as pastas citadas e o atual gestor vem há tempos se desgastando. William nem sequer recebe os membros do primeiro escalão em seu gabinete. Que eles não conseguem entender esse tipo de comportamento do prefeito, que repete seu segundo mandato e não facilita a comunicação entre as secretarias.

A insatisfação dos citados neste post é notória. Basta uma conversa de poucos minutos para perceber a insatisfação dos secretários que estão em tempo de entregar os cargos. Pelo jeito, William não faz a mínima questão que os citados fiquem em sua gestão-, que eles poderiam sair por conta própria, pois ele, não teria coragem de desligá-los.  Que o chefe do executivo até tem nomes mais alinhado com seu jeito de governar  tocar as secretarias, tendo em vista o pleito que se aproxima.

Jani Maria Cunico

Jani que foi cotada inicialmente para ser a vice na chapa de William foi muito útil para a reeleição do prefeito. Ela-, politicamente falando, “atrapalhou” os planos do ex-prefeito e candidato derrotado, Vanderley Mota quando estava acertado seu nome para ser vice de Mota. Na véspera das convenções ela foi ser na verdade, vice de William, o que gerou inseguranças no pleito e acabou arrumando uma confusão medonha entre os dirigentes do PSDB na esfera estadual e até federal. O partido foi “tomado” de Jani e marido que acabaram derrotados na legenda tendo que ceder o espaço para Doglas de Oliveira que acabou se tornando vice. Jani foi alçada a um cargo equivalente a de primeira-dama do município e retornou a pasta do Social, cargo que ocupava nos primeiros anos do primeiro mandato de William. Por conta da pandemia, foi uma das pastas que mais atuou. Atendia e atende os carentes com cestas básicas, e é vista como um nome expoente da política pedrogomense pelo carisma e presteza. Ao PNEWS, questionada sobre o fato, declarou estar trabalhando muito no Social e desconversou sobre o assunto.

Gustavo Mota

Por causa da pandemia, o ex-vereador, ex-vice-prefeito não teve a oportunidade de mostrar a que veio. Este ano com o retorno das aulas após ampla vacinação, esperamos conhecer o potencial de Gustavo, no comando de uma secretaria. No agora, aparece problemas reais para Gustavo e William resolverem. Desafios da valorização do Magistério, que os Professores exigem o pagamento do reajuste do piso salarial do Magistério que é de 33,24%. A gestão fala em dar somente 10%, o Professores rebatem, querem o valor total, nem que seja escalonado, mas recusam os dez e ameaçam até com greve. Isso sem falar em ônibus quebrado, estradas ruins e problemas administrativos rotineiros e constantes, tudo na cacunda de Gustavo. Ao PNEWS Gustavo disse que pensa seriamente em entregar o cargo, sem entrar em detalhes, o que em tese, reforça a informação da fonte.

Vinicius Dassi

Ocupando a pasta da Obra desde da primeira gestão do prefeito, não é de hoje que Vinicius se indispõe com a atual gestão. Fontes revelaram que o prefeito de fato interfere muito nas ações da pasta. No início do segundo mandado o nome de Vinicius tinha até sido boicotado para seguir no primeiro escalão, mas foi defendido pelo atual vice-prefeito, Doglas de Oliveira. Somou a isto, a presteza de Vinicius que inclusive arrumou palanque em pleno sol quente para William e patota discursarem. Vinicius sempre fiel e prestativo, teve continuidade no segundo mandado, mas vira e mexe sua pasta entre em choque com William.

A Obras faz toda a sua programação, projeta serviços, sondagens de compras para a manutenção da pasta, mas quando chega para o aval do prefeito, é negado. Serviços de borracharias é problema sério. Os pneus dos caminhões é um problema de muito tempo, e os veículos estão em tempo de pararem por falta de manutenção. Grande parte sucateados, irão parar se não comprarem pneus e peças por exemplo. Isso são problemas de longa data.

O PNEWS tentou ouvir o prefeito William,  sobre os fatos, mas até o fechamento do post não se manifestou. A fonte revelou que William parece focado em obras que impactam a cidade como o recapeamento, e pavimentação asfáltica que são investimentos das esferas estaduais e federais, mas que William quer fazer colar nele-, afinal de contas é ele que está no comando da prefeitura. Além de projeto de implantação de uma mineradora que o prefeito promete dar todo o suporte. Isso repercutiria em legado incontestável de sua atuação na prefeitura e trata os reclames dos secretários como algo secundário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here