Pecuaristas deverão ser atendidos com a interligação de água ou perfuração de um novo poço artesiano. 

A Câmara Municipal de Pedro Gomes, sob o comando de Mauro Júnior (PSDB) devolveu para os cofres públicos, R$ 137.501,97. O valor é resultado da economia da Casa Legislativa. A devolução está vinculada a um pedido dos vereadores para que a atual gestão, atenda uma região de chacareiros que sofrem por falta de água.

O valor devolvido foi acordado com o prefeito de investir numa demanda cobrada por pecuaristas na zona rural que sofrem durante a seca, com a falta de água. Mauro Júnior só devolveu com o acordo de William atender a solicitação antiga dos chacareiros.

Mauro que lidera um grupo de vereadores na Casa, pressiona o prefeito para que ele cumpra com a palavra. William, com receio de se indispor com a vereança, deverá acatar a exigência. “É a maior devolução da história, e dará até para perfurar um novo poço, se não der para fazer a interligação”, assegura Mauro.

Os documentos com os valores, descritos e devolvidos foram entregues no gabinete do prefeito.

Em outra época…

A devolução feita na gestão do ex-prefeito Vanderley Mota (PSB) teve divergências com os vereadores na época. Era para Mota ter usado o valor e construir o novo Plenário na Casa de Leis, que tem espaço menor; para poder abrigar os participantes da sessão, que muitas das vezes ficam do lado de fora, por conta do espaço reduzido.

Vanderley priorizou atender outras necessidades do município, como pagamento do 13º dos servidores, na época. Os municípios na ocasião, sofriam por conta de uma crise econômica. O novo Plenário não foi portanto, construído. Por não ter sido atendido, Biro Tetê acabou se indispondo com Vanderley. Voltaram ‘as boas’ durante o último pleito.

O ex-prefeito Vanderley segurando o cheque; dinheiro da devolução da Casa, cerca de R$ 40 mil na época.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here