Jogo da final está programado para acontecer no próximo dia 21.Indefinições pode mudar cronograma de jogo.

por:Paulo da Silva

O campeonato de futebol 7 de 2019, que acontece na Vila São Luiz, segue em meio a muita confusão e nada de esclarecimento por parte da equipe organizadora do campeonato. A equipe do Cruzeiro um dos finalistas ainda não sabe com quem irá disputar o título.

A desorganização e as brigas vem tirando o brilho dos jogos neste ano de 2019

O Vasquinho ganhou de 2 a 0 da Fazenda Aconchego, entretanto, de acordo com o regulamento, a equipe do Vasquinho desrespeitou o regulamento por conter em sua base jogador que reside em outra cidade. Estaria, portanto, o Vasquinho impedido de disputar a final contra o Cruzeiro.

Os flagras das lentes indiscretas do OPORTALPNEWS durante os jogos. Um registro para a memória do futebol amador pedrogmense.

Esportistas da Fazenda Aconchego ainda aguardam o recurso impetrado junto a equipe organizadora para que desclassifique o time do Vasquinho por quebra de uma das principais regras estipuladas entre as equipes. Porém até o momento não saiu nenhuma indecisão e o impasse só aumenta.

Um registro de um clássico;jogo entre o agora finalista Cruzeiro e Vasquinho

Vasquinho

O time do Vasquinho é um dos times mais antigos na cidade pedrogmense e está ligado diretamente à família do prefeito William Fontoura (PSDB). Dr. Pedro pai do prefeito, era um dos principais treinadores e figura reconhecida por todos em Pedro Gomes como uma referência no Esporte de Pedro Gomes.

Aqui um registro do time do Vasquinho, comandado pelo casal, Dona Vavá e Dr. Pedro num registro de 2014 para 2015

A falta de organização alinhada a inexperiência de Samuel Sales, que assumiu a pasta da Diretoria de Esportes culminou com toda essa bagunça que virou o campeonato deste ano. Campeonato marcado por brigas, expulsões e interferência externas. 

Um registro descontraído de Dr. Pedro, assistindo a uma partida no campo de futebol society da São Luiz.

Alguns jogadores relataram ao OPORTALPNEWS que a falta de capacidade organizacional é nítida por parte de Samuel. “Não há ambulância no campo durante os jogos, tão pouco efetivo policial para ajudar a por ordem. Virou bagunça, ficamos tristes por presenciar essas ações que não combinam com o bom futebol”, lamentou um dos esportistas que atua pelo Vasquinho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here