Sandoval de Oliveira saiu do PTB para o MDB-, Junior Mochi.

por:Paulo da Silva

Os vereadores, Adaídes Francisco, o Lobinho migrou do DEM para o PP, o Partido Progressista, assim também como, Antônio Marcos Teodoro, o Marquinho que ‘largou de mão’ do DEM, reforçando o PP. Os nobre da Casa de Leis aproveitam a janela partidária que vale até o dia 3 de abril-, que permite a troca de partidos sem risco de perder os mandatos.

Sandoval já passou por várias siglas partidárias. No último pleito, concorreu pelo PTB. Sempre se posicionou partidário do MDB na cidade, não deixava de enaltecer nomes emedebistas, como o presidente do partido no estado, o ex-deputado Júnior Mochi. Os mais atentos notam que a cada dez palavras em seu pronunciamentos, não deixa de evidenciar duas coisas; seu número de mandatos na Casa de Leis-, que somados dão mais de 20 anos, e sua bajulação ao partido que agora se filiou. Sandoval ao falar de sua filiação ao MDB disse na tribuna que recebeu  o convite do prefeito William, para ir para o PP, disse ter recusado, mas lhe jurou fidelidade.

Os outros dois, Lobinho e Marquinhos estão juntos do prefeito William Fontoura que também já passou por outras siglas entre elas o PSDB, depois DEM e agora o PP  comandado por Tereza Cristina que está de olho na única vaga de senadora. O partido em questão é aliado do presidente Jair Bolsonaro que está no PL e deverá disputar a reeleição.

Resta saber se esses pares do legislativo terão coragem de empreender em favor de Bolsonaro na cidade pedrogomense, que tem reprovações recordes, de acordo com recentes pesquisas de opinião, principalmente nos eleitores mais pobres que tem sofrido com sua política de preços, como é o caso da gasolina. Ou mesmo, pedir votos para Tereza que comanda o Ministério da Agricultura onde outra carestia afeta produtos consumidos pelos menos abastados, como é o caso do arroz do óleo, da carne…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here