Mandados de busca e apreensão foram cumpridos ontem; Polícia irá instaurar inquérito para apurar se houve crime eleitoral.

por:Paulo Silva

Agentes da Polícia Civil e fizeram buscas e apreensões no escritório do contador Normando Motta e na residência de Maquielves Grison, mais conhecido como Pequeno, eleito para vereador nas eleições deste domingo dia 2. A ação ocorreu nesta  manhã(3), um dia após a vitória de Willian do Banco(PSDB) que disputava as eleições com o atual prefeito Francisco Vanderley Mota e Thalita do Zé do Mano.

As informações são de uma emissora de Rádio da cidade que no áudio fala que a ação corre em segredo de Justiça e que há possível compra de votos. A polícia colheu depoimentos dos suspeitos e ação poderá comprometer os resultados dessas eleições.

Willian do Banco nega tudo…

O candidato eleito, Willian do Banco(PSDB) negou qualquer tipo de acusações e ainda classificou o episódio como perseguição política. Advogados da coligação declarou que as acusações e as supostas filmagens não provam o envolvimento dos investigados. O contador da coligação, Normando Motta foi preso por porte ilegal de arma de fogo, em sua residência no Conjunto Novos Horizontes. A arma era um revólver calibre 38. Ele pagou fiança e foi liberado.

Um inquérito vai ser instaurado pela Polícia Federal para investigar o caso e indicar os possíveis responsáveis. Caso fique caracterizado crime eleitoral, o crime de compra de votos está previsto no artigo 299 do Código Eleitoral, com pena de até quatro anos de reclusão e pagamento de multa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here