Casos descartados eram apenas estado gripal;6 coletas estão no Laboratório Central para investigação. Resultado sai na segunda(06).

por:Paulo da Silva

A Secretaria de Saúde Sandra Tereza Bedin Garcia comunicou que houve um erro de interpretação nos dados de exames de Covid-19 divulgados no final da tarde desta quinta-feira (02).

Os casos descartados de fato, foram 3 pelo teste rápido. Seis casos continuam sendo investigados e serão analisados pelo Laboratório Central de Campo Grande, o Lacen. “Esses casos serão divulgados na próxima segunda-feira 06/07”, declarou Sandra.

Em todo caso, três casos suspeitos foram descartados após teste rápido. São três pacientes que tiveram sintomas gripais e não estão contaminados pelo novo coronavírus, pois já apresentam melhora considerável do quadro gripal em que estavam.

Entenda a diferença entre teste rápido e por PCR

Teste por PCR: No caso, pela coleta de sangue ou secreção e encaminhada para um laboratório se verifica a resposta imunológica do corpo em relação ao vírus. Deve se observar pelo menos, 10 dias após o início dos sintomas, devido a produção de anticorpos no organismo que só ocorre depois de um período mínimo após a exposição ao vírus. Os resultados devem ser checados em um outro exame, no caso a contraprova. É tido como o mais seguro. Esse teste consegue identificar o material genético do vírus, chamado de RNA, com a amostra da secreção nasal e da garganta do cliente.

Nos testes rápidos: Detectam proteínas do vírus na fase de atividades da infeção e os de anticorpos que revelam a resposta imunológica do corpo em relação ao vírus. A vantagem do teste rápido seria a obtenção de resultados rápidos para a decisão da conduta a serem adotadas pelas autoridades de saúde, como isolar o paciente e monitoramentos. Revela a presença de anticorpos que foram gerados em resposta à eventual infeção, o resultado sai em dez minutos.

Testes rápidos apresentam taxas de erro em 75% para resultados negativos o que gera insegurança e incerteza em interpretar um resultado negativo e determinar se o paciente em questão precisa ou não manter o isolamento social. Os testes rápidos para a Covid-19 são similares aos testes de farmácia para gravidez. No caso do teste para o novo coronavírus faz-se uso de uma lâmina de nitrocelulose (um tipo de papel) que reage com a amostra e apresenta uma indicação visual em caso positivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here