Contas são referentes ao ano de 2013 em que ex-secretário atuava na Saúde na gestão do ex-prefeito Francisco Vanderley Mota. 

por Paulo da Silva

O Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul (TCE-MS), órgão que fiscaliza e julga as contas públicas das prefeituras, emitiu parecer reprovando as contas do ex-prefeito Francisco Vanderley Mota(PT) e o seu então Secretario de Saúde, Silvio Carlos Suassuna de Moraes por inúmeras irregularidades apontadas  na gestão da Saúde no ano de 2013. A decisão da Corte está disponível no site da Corte sob o número do processo, TC/3308/2014.

Silvio, foi o detentor da pasta da Saúde nas duas gestões do ex-prefeito Vanderley Mota.

Aqui um registro de Silvio discursando em favor de Vanderley Mota, então candidato do PT em 2012

 

Como consta no parecer do TCE-MS houve inconsistência contável praticada por Silvio Carlos no Fundo Municipal de Saúde não comprovando a exatidão e licitude dos atos na gestão da Saúde. No processo Silvio contraria exigências legais  e regulamentares e por isso, foi multado em 80 Uferms, (quase três mil reais). É o que consta no parecer.

Notificado Silvio pediu prazo ao TCE para contestação. Ele tem até novembro deste ano para tentar reverter a punição. Na conclusão do parecer do Tribunal de Contas o ex-prefeito Vanderley Mota também é co-responsável  nas irregularidades apontadas. Ainda no parecer, ambos-, Silvio e Vanderley foram omissos na prestação de contas do Fundo Municipal de Saúde do ano de 2013.

O OPORTALPNEWS checou junto ao Tribunal de Contas do Estado-MS a atual situação sobre a multa aplicada a Silvio. A auditora do TCE relatou que o prazo para se recorrer da multa irá até novembro deste ano, após notificação, que foi ocorrida em 2017.

Silvio candidato a prefeito…

O então Secretario de Saúde já havia cogitado a disputa eleitoral do próximo ano. Para tanto vinha em conversas com lideranças políticas da cidade, aliado ao discurso do presidente Jair Bolsonaro a quem apoiou nas últimas eleições. Debatia a situação política do Amarra Cabelo. Silvio até ousou. Convidando Maura Mota, a esposa do ex-prefeito Vanderley Mota para ser sua eventual vice. O fato acabou virando motivo de riso  na cidade, pois é sabido pelo meio político pedrogomense que Silvio, abandonou Vanderley Mota em 2015, já de olho em 2016, onde foi eleito William Fontoura do PSDB que disputava com Talita Fontoura e o próprio Vanderley que buscava a reeleição.

Pois bem, com a reprovação das contas geridas por Silvio em 2013, pode ser considerado como a pá de cal nas suas pretensões políticas. O ex-secretario poderá, caso tente, registrar candidatura ao pleito do ano que vem, entretanto conforme a Lei da Ficha Limpa poderá ter o registro negado.

Tudo indica que Silvio, tampouco, possa votar nas eleições de 2020. O caso similar ao ex-prefeito Vanderley Mota que poderão ter suas pretensões políticas frustradas pelo rigor da lei. No caso de Silvio, a sorte é ainda mais madrasta. Um  prenuncio de fim melancólico, para quem se imaginava de dia e sonhava de noite, prefeito em Pedro Gomes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here