Na noite desta segunda-feira(19), os vereadores de Pedro Gomes retornaram os trabalhos na Casa de Leis depois do recesso parlamentar, iniciado no dia 11 de dezembro. Os pares da Casa de Leis retornaram com intensa demanda apresentadas durante o decorrer da sessão.

O prefeito William do Banco(PSDB), tinha marcado reunião com a vereança, entretanto teve de desmarcar por conta de agenda na capital, Campo Grande. O encontro foi remarcado para a próxima segunda-feira(26), onde William dará satisfação a Casa sobre ações administrativas.  No plenário, o Pastor da Primeira Igreja Batista em Pedro Gomes, Rudnei Felix acompanhava as falas dos vereadores bem como outros cidadãos Pedrogomenses que foram prestigiar o início dos trabalhos dos nobres da Casa de Leis. O vereador Antonio Marcos Teodoro o Marquinhos(PSD), faltou a sessão por estar atendendo a mãe que sofreu uma queda e teria quebrado o fêmur, estando na Capital, Campo Grande em tratamento.

Os nove vereadores retornaram aos serviços no Legislativo com uma ingrata surpresa. Seus ‘salários’ foram reduzidos.  Os repasses anuais por parte da prefeitura caiu de R$118,520 mil para R$ 116, 307 mil. Cada parlamentar ganhavam R$ 4.200 mil brutos, segundo informou o Presidente da Casa, Sandoval de Oliveira(SD). Agora passará a ganhar apenas R$ 3.450 confidenciou o nobre da Casa de Leis. Sandoval relatou que a redução do duodécimo da Câmara está relacionada com a queda de receita que é os impostos fontes dos repasses para a Casa, ditos domésticos como:  IPTU, ITR ITBI, entre outros que teve quedas, relatou. Garantiu que os cortes não atingiram os servidores que prestam serviços na Câmara Municipal, finalizou.

Por último a tribuna da Câmara foi ocupada por  Sebastião Alvarenga, responsável pelo Hospital do Câncer na cidade, anunciando que haverá um novo evento nos próximos dia em Pedro Gomes com almoço, e bingos para angariar fundo para a entidade e conta com a ajuda dos vereadores e sociedade em geral.