Coximagora

Sete homens foram presos em flagrante por policiais civis e militares de Coxim e Sonora dentro da quarta fase da “Operação Divisa Segura”, por volta de 02 horas da manhã desta sexta-feira (08) por furto de 611 cabeças de gado da fazenda Novo Paraíso, na Transpantaneira, em Corumbá, no Pantanal.

Foto: Operação Divisa Segura IV

Mário Rodrigues da Silva, Nelson Gomes de Almeida, Nelson Luiz Carlos Marques Calixto, Valdomiro de Jesus Santos, Elcio Freitas Cândido, Lindomar Rodrigues de Almeida e Ronildo Pereira, todos moradores de Sonora, foram presos por associação criminosa, com os suspeitos, foram encontradas duas armas de fogo.

Foto: Operação Divisa Segura IV

Os policiais constataram que o grupo já havia separado o rebanho subtraído e levariam nas horas seguintes por uma comitiva até a região de Nhecolândia.

Conforme informações preliminares, um funcionário da fazenda teria negociado o gado para um comprador de Campo Grande pelo valor de R$700 mil, mas o negócio havia sido feito sem o consentimento dos proprietários da fazenda.

Os sete foram presos e responderão pelos crimes de furto qualificado, associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo.

Operação Divisa Segura  IV – Os autores foram presos dentro da quarta fase da Operação Divisa Segura que tem como objetivo combater o crime organizado na região de fronteira entre os estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. O pacto de segurança pública interestadual conta com a criação de um sub comitê operacional integrando os municípios de Alcinópolis, Coxim, Costa Rica, Sonora e Pedro Gomes com as cidades de Alto Garças, Alto Taquari, Alto Araguaia e Itiquira com a finalidade de realizar ações integradas e planejamento em operações de inteligência e analise criminal entre os estados.

A primeira fase da operação teve início no dia 17 de fevereiro deste ano e contou com 04 delegados, 05 escrivães e 33 investigadores, além disso, 12 viaturas policiais.

Foto: Operação Divisa Segura IV