Com dedo em riste, Vera justifica suas gastanças com diárias; “Vereador tem que sair daqui para buscar emendas”, destacou.

A vereadora Vera Dantas (DEM), mesmo partido do prefeito Enelto Ramos, usou as redes sociais para se justificar o motivo de ter pego tantas diárias. De acordo com o Portal da Transparência, Vera embolsou R$ 44.111,13. A parlamentar é que lidera no ranking de autoridades do legislativo que mais usufruiu de um benefício usado para custear viagens, com hospedagens e alimentações.

Com dedo em riste e em certo momento parecia chorar, descreveu que suas viagens frutificaram e benefícios para a cidade sonorense. Ao gravar a sua explicação em frente onde será construído um laboratório, sinaliza que foi empenho de suas viagens e descreveu outras emendas conseguidas por meio de seu trabalho parlamentar.

Diz ter respeito pela população de Sonora e por isso, dá explicação por meio do vídeo. Pontuou que os gastos também é por conta de participações em seminários e relatou parte de sua história. “Não saí para brincar de ser vereadora, sai para trabalhar com honestidade e transparência”, discursa Vera.

Vera procura de forma indireta atacar outros pares do legislativo. Dando a entender que se refere ao seu colega Fábio Sinuca (MDB) que é servidor e exerce o cargo de vereador e tem tido confrontos com Vera na Câmara. Do jeito que fala, somente ela trabalha pelo povo de Sonora, os demais que também foram retratados na postagem sobre as diárias, não.

Foto: Reprodução de vídeo

Aparentando nervosismo e por vezes emocionada, Vera não ficou nada satisfeita do PNEWS ter divulgado seu consumo de diárias. Vera  diz defender o povo, mas defende muito mais o atual prefeito também de seu partido. Até deixou-se ser fotografada na cozinha do prefeito-, numa clara demonstração de sua afinidade extrema com Enelto. Vera foi eleita para fiscalizar os atos do executivo. Grande parte dos sonorenses acham Vera uma pessoa boazinha, mas desconfiam da seriedade política de Vera.

Embora com as justificativas apresentadas as posturas de Vera no legislativo tem sido em defender com todas as armas Enelto, que em seu segundo mandato a cada dia se desgasta, assim como Vera junto a opinião pública. Importante destacar que na legislação passada a Casa de Leis virou alvo de um inquérito que investiga a ‘fome por diárias’ dos pares à época. Há suspeita que as diárias eram para complemento salarial. Para quem num ano tira mais de R$ 44 mil em verba extra, não vai demorar para a Casa virar algo de investigação novamente.

Justificativas de Vera são frágeis.

Não há crime em retirar diárias. O que o PNEWS fez e faz todos os anos é informar a população como cada parlamentar se comporta de forma em lucrar com o cargo que lhe foi dado pela população. Assim como posta de Pedro Gomes, tanto de prefeito e vereadores, o que causa a mesma polêmica. Pois bem, um dos principais papéis de um bom vereador é fiscalizar a coisa pública, fomentar e criar leis de interesse da comunidade. O fato de Vera ter embolsado mais de R$ 40 mil em diárias não justifica o que em tese ela teria conseguido via demais políticos numa esfera mais elevada do que ela. Qual o mérito da parlamentar em viabilizar uma verba que é fruto de nossos próprios impostos? Um deputado, senador ou qualquer coisa que o valha, pode enviar uma emenda em nome de uma instituição, de um seguimento organizado, ou em nome de qualquer ‘joão ninguém’ que viria do mesmo jeito. Escolheram a Vera, que acredita que isso justifica sua gastança com diárias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here