Reunião Extraordinária está marcada para amanhã, véspera de Natal, às 9h.

Os vereadores da Câmara Municipal de Sonora, extremo norte de Mato Grosso do Sul foram convocados para uma Sessão Extraordinária marcada para acontecer na véspera de Natal (24) para discutir o Projeto de Lei nº 071/2021 encaminhado pelo prefeito Enelto Ramos (DEM). O projeto, caso seja aprovado na Casa, autoriza a gestão pública a instituir a taxa de coleta, remoção, transporte, tratamento e destinação final de resíduos sólidos no município.

Por força da Lei Federal 14.026 de julho de 2020, caso não apresentasse a proposta, prefeitos incorreria na Lei de Responsabilidade Fiscal e teria sérios problemas judiciais. então, Enelto joga a “batata quente” para os vereadores que terão que fazer o trabalho deles; de aprovar ou não o projeto de cobrança.

‘Presente de Natal’…

Grande parte dos sonorenses estão decepcionados com Enelto. Durante a campanha de reeleição ele prometeu que Sonora não teria taxa de lixo. E agora se empenha junto a sua base aliada na Câmara para aprovar um projeto que é desaprovado pela grande maioria da população. O cenário de crise causada pela pandemia, aumenta mais ainda a insatisfação com Enelto que enganou a população, quando-, mesmo que no calor da campanha, tenha prometido, dado a sua palavra de não criar a taxa. Por conta de ter voltado atrás, tem recebido todo tipo de desaforos. Até chamado de ‘Pinóquio’ em alusão ao personagem da Disney que cresce o nariz toda vez que mente, entre outros nomes impublicáveis.

Em tom ameaçador, aguardam Enelto e seus apoiadores no ano que vem, onde eles certamente irão visitar as casas para pedir votos para seus apoiadores, como a hoje ministra do governo Bolsonaro, Tereza Cristina. “O ‘presente de natal’ de Enelto não será esquecido, mesmo que não passe pela Casa”, garante lideranças que desaprovam o projeto.

Aqui um registro de Enelto em cima de um cavalo. Prefeito suspendeu o IPTU mas, quer impor a taxa de lixo. De fato, o “castigo vem a cavalo”. O termo pode sinalizar que embora tenha prometido que não criaria a taxa de lixo, agora Enelto move a Casa de Leis com astúcia e rapidez para aprovar um projeto em que grande parte da população não aceita.

Nas mãos da vereança…

O PNEWS apurou que Enelto poderá sofrer uma derrota na Casa de Leis. Nenhum vereador quer se indispor com a população diante do projeto tão sensível e que vem causando protestos de todas as formas nas redes sociais. A data e o horário também é visto como uma forma de pegar a população sonorense de surpresa e num momento sensível, por conta da data; 24 de dezembro, onde os sonorenses preparam a Ceia Natalina.

Ninguém, portanto estaria disposto em em protestar na frente da Câmara, se manifestando contra o projeto. Enquanto a vereança e Enelto, valendo-se do clima festivo tem na palma da mão, um projeto rejeitado pela população. São dois pesos e duas medidas. Caso o projeto seja aprovado, Enelto e os vereadores terão suas biografias políticas marcadas por votarem um projeto que não está em sintonia com a população. O preço a pagar será nas urnas e a população se vingará, certamente.

De acordo com o apurado, os vereadores: Fábio Sinuca (MDB), Flávia Vasconcelos (PDT), Francisco Deuzimar Lima (MDB) Laudir Júnior (MDB) já se manifestaram contra o projeto. Demais vereadores estão propensos a votarem contra o projeto por conta da repercussão negativa junto a população.

Em tempo, a Casa de Leis sonorense tem a seguinte representatividade distribuídas pelos seguintes partidos; DEM 4, MDB 4, PSDB 2, PDT 1.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here